Prefeito discute com comando da Polícia Militar ações para reduzir o número de homicídios em Pindamonhangaba

Durante a última visita do governador Rodrigo Garcia à região, realizada na última terça-feira (12), o prefeito Dr. Isael Domingues aproveitou para discutir com o comando da Polícia Militar as ações para reduzir o alto índice de homicídio que vem preocupando a população de Pindamonhangaba.

Acompanhando do vereador Carlos Moura “Magrão”, Dr. Isael conversou com o Tenente Coronel PM Ricardo Ivo Gobbo, atual Comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar e com Major PM Risi, Coordenador Operacional da unidade.

“Conversamos com nossas autoridades da Polícia Militar sobre os investimentos que a Prefeitura vem realizando em tecnologia e nas ações da nossa GCM para colaborar com o Estado. O comandante Gobbo mostrou os resultados obtidos com forte redução em furtos e roubos, porém, os números de homicídio trazem uma preocupação e queremos em conjunto com a PM e a Civil somar esforços para reduzir esse indicativo”, afirmou o prefeito Dr. Isael.

Segundo o prefeito, a maior parte dos casos de homicídio está relacionada com ocorrências ligadas ao tráfico de entorpecentes e estão sendo monitoradas pelo comando policial com reforço na realização de operações.

Dr. Isael ressaltou uma notícia positiva que será em breve anunciada referente ao aumento do efetivo policial que irá contemplar o município com mais policiais.

No comparativo janeiro a maio deste ano em relação ao do ano passado o número de roubo caiu de 167 para 98, registrando uma queda de 42%. Em relação ao número de furtos a queda foi de 33%, com 560 furtos realizados nos cincos primeiros meses em 2021 e 375 de janeiro a maio deste ano.

Neste ultimo final de semana, Pinda voltou a registrar novos casos de homicídio como um jovem vítima de esfaqueamento no bairro das Campinas e outra vítima encontrada morta na Estrada Pinhão do Borba.

Nos cincos primeiros meses deste ano foram 17 casos registrados em Pindamonhangaba. Diversas cidades da região também registraram aumento fora da curva como Caçapava (50%), Cruzeiro (46%) e Lorena (220%).

Por Ascom PMP