Humorista de Taubaté, Heitor Martins o Pitbitoca, é sequestrado e assaltado em golpe do Tinder

Segundo a polícia, humorista marcou encontro com uma mulher por aplicativo e ao chegar no local foi abordado por um grupo que o refez refém e levou cartões com senhas de banco e furtou sua casa.

Humorista Heitor martins foi vítima de golpe em aplicativo de relacionamento — Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

O humorista de Taubaté (SP), Heitor Martins, conhecido como Pit Bitoca, foi vítima de um golpe ao marcar um encontro por um aplicativo de relacionamentos. De acordo com a polícia, ele permaneceu quatro dias sequestrado, teve a casa furtava e o carro queimado. Ele foi resgatado nesta quarta-feira (20) e o caso é investigado pela Polícia Civil.

Segundo a polícia, no último sábado (17) ele marcou um encontro com uma mulher com quem vinha trocando mensagens por um aplicativo de relacionamentos. O casal iria se encontrar em São José dos Campos, a 40 quilômetros de Taubaté, onde mora.

Ao chegar no endereço, no entanto, ele contou ter sido abordado por quatro homens que o levaram a um cativeiro e o fizeram refém. À polícia, contou que eles levaram seus cartões com as senhas e a chave de sua casa.

Depois de quase quatro dias em poder dos criminosos, ele foi deixado em uma estrada no bairro São Leopoldo em São José dos Campos e conseguiu ajuda para acionar a polícia. Na fuga, os criminosos ainda incendiaram o seu veículo.

A polícia informou que enquanto esteve em poder dos sequestradores, o humorista teve a casa em Taubaté furtada, além das contas bancárias. Os valores levados não foram informados. O caso foi registrado na Polícia Civil, que apura a identidade dos criminosos. Até a publicação, ninguém havia sido preso.

A reportagem tentou contato com ele e o irmão de Heitor informou que o humorista e a família não vão se manifestar sobre o caso. Em uma rede social, o agente dele, Sidnei Santos, informou que ele está bem e pediu privacidade neste momento.

 Foto: Reprodução/ Instagram

Por g1