Três disparos são feitos em delegacia após mulher tentar pegar arma de PM em Taubaté

Na ação, os tiros atingiram uma coluna, uma parede e o balcão da delegacia. O caso é investigado pela corregedoria da PM.

Foto: Simone Gonçalves

Uma mulher de 25 anos que era atendida durante uma ocorrência na delegacia em Taubaté tentou pegar a arma de um policial militar. Os dois entraram em luta e três disparos foram feitos na confusão. Os tiros atingiram uma coluna, uma parede e o balcão da delegacia. O caso é investigado pela corregedoria da PM.

De acordo com a Polícia Civil, o caso aconteceu na madrugada de domingo (3) na delegacia da JK. Os policiais militares conduziram a mulher e o companheiro depois de um caso de violência doméstica.

Durante o registro da ocorrência, a mulher puxou a arma de um dos PMs. O agente ainda tentou conter a mulher e os dois entraram em luta corporal. Na confusão, fez três disparos foram feitos e atingiram uma coluna, a parede e o balcão da delegacia.

Após ser contida, a mulher foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Aos policiais, ela disse que estava sob efeito de remédios após os problemas com o companheiro e alegou que queria cometer suicídio com a arma, não ferir pessoas.

O caso foi registrado como disparo de arma de fogo e a mulher não foi presa. A Polícia Civil pediu perícia e exame residuográfico para analisar quem efetuou os disparos.

A corregedoria da polícia militar foi acionada para apurar o caso. A reportagem acionou a PM para comentar o caso, mas aguardava o retorno até a publicação.

Por g1